Translator / Traducteur / Übersetzer / översättaren / переводчик / 翻訳者

O NOSSO PROPÓSITO

O Capitão Haddock da banda desenhada do Tintin é uma boa caricatura de como se atribui a relação entre o mar e as garrafas ao alcoolismo dos marinheiros. No entanto a relação que mais nos interessa é a de que os marinheiros tinham com as garrafas já vazias. Tal como com o álcool, a atenção requerida pela introdução de modelos de veleiros no interior de garrafas -pelos seus gargalos- fazia-os evadirem-se da sua dura realidade. Ao contrário das fantasias de Baco o resultado desta outra relação era uma fantasia perdurável com um significado quase bíblico, o do buraco da agulha e do camelo.

O Mar das Garrafas será um espaço de divulgação de uma arte que, mais do que uma evasão, constitui um meio de trabalhar a persistência. Aqui apresentarei trabalhos já realizados, outros a realizar, trabalhos de outros, os resultados da minha pesquisa contínua sobre a história e as mútiplas envolvências desta arte, especialmente a das embarcações tradicionais.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

O "Mar" de Francesco Biondo (a garrafa de Murano - 1806)


Lembram-se de termos falado aqui no "mar" de garrafa mais antigo que se conhece, do Capitano Giovanni Biondo, 1784?


Giovanni Biondo, 1784  (Museu Holstentor de Arte e Cultura Popular de Lübeck)


Lembram-se de também termos falado aqui de um segundo "mar" do mesmo autor, de 1792?


Giovanni Biondo, 1792 (Museu da Marinha, Lisboa)

Pois bem, no expositor central da primeira sala do vidro, Séc. XVIII, do Museu do Vidro de Murano, Veneza, Itália, há uma outra garrafa datada de 1806. Esta garrafa parece precisamente igual à de 1792, tem um barco do mesmo tipo, a mesma técnica de construção e foi realizada por um também "Capitano" chamado Francesco Biondo. 

Tendo o mesmo apelido, Biondo, e usando a mesma tradição de Giovanni- uma garrafa exactamente igual à de 1792 e  a mesma técnica-  custa a crer que não haja uma ligação familiar, tanto mais que, aparentemente, Francesco também era de Veneza "Veneto".

Aqui vos deixo imagens desta nova maravilha para tirarem as vossas próprias conclusões:


Francesco Biondo, 1806 (Museo del Vetro, Murano)
Foto A. T., Vicenza, 
http://www.mineral.at/flaschen/venedig.htm

E agora comparem os três "Mares"(clique na imagem para a aumentar):



...

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Os "Mares" de Enkhuizen (Holanda)


Um país marítimo como a Holanda tinha que ter um museu de "mares de garrafas" e, de facto, tem-no em Enkhuizen. Há quem afirme que esse museu  tem mais de 750 peças de barcos em garrafa, sendo a maior colecção do mundo de barcos em garrafas.  

Independentemente da veracidade da afirmação anterior o museu de Enkhuizen tem, realmente, uma incrível variedade de miniaturas de barcos -barcos salva-vidas, navios baleeiros, navios e dragas modernas- recheando toda a variedade de garrafas, desde a mais ínfima até garrafões de 30 litros.

Quando não não há muito público o visitante pode ter informação sobre todos os detalhes do "engarrafamento" destes "mares".


http://members.virtualtourist.com/m/tt/2904/


http://members.virtualtourist.com/m/tt/2904/

http://members.virtualtourist.com/m/tt/2904/

http://members.virtualtourist.com/m/tt/2904/

http://members.virtualtourist.com/m/tt/2904/

  
http://members.virtualtourist.com/m/tt/2904/
 
http://members.virtualtourist.com/m/tt/2904/

 
http://members.virtualtourist.com/m/tt/2904/
  
http://members.virtualtourist.com/m/tt/2904/


















O museu de barcos em garrafas em Enkhuizen tem ainda a particularidade de se situar numa pequena casa construída em cima de uma eclusa.

Mais uma viagem que tenho de realizar!


 



domingo, 12 de setembro de 2010

Os "Mares" de Mr. White e o Queen Mary I


Muitos dos nossos "Mares" não são realizados em garrafas, mas em lâmpadas pois também estão relacionadas com o mar através dos faroleiros e, além disso, apresentam características parecidas com as garrafas (corpo de bom vidro e uma espécie de gargalo na zona da rosca).

No vídeo que se segue às duas primeiras fotografias pode ver-se a realização da miniatura do navio "Queen Mary" no interior de uma grande lâmpada.


O Queen Mary I




O Queen Mary I de Mr. White






























Não se sabe onde o filme foi realizado, mas data de 1944 e o construtor de miniaturas é Mr. White. Outros dos seus  modelos, dentro de lâmpadas, incluem a Estátua da Liberdade, o Taj Mahal ou, ainda pessoas ao redor de um cavalo e sua carruagem.

VIDEO BRITSH PATHÉ (Clique na imagem)



Veja-se como a utilização de lâmpadas permite reutilizar a técnica do Séc. XVIII de Giovanni Biondo, pois a forma das garrafas de então era muito parecida com a das lâmpadas.






sábado, 11 de setembro de 2010

UM ANO!

Hoje, 11 de Setembro de 2010, este blogue faz um ano! 

Durante um ano realizámos 147 post, tivemos  cerca de 3000 visitas de 75 países diferentes, e por vezes enviaram-nos email muito estimulantes como o de um amigo alemão que disse, com algum, mas expressivo, exagero que "putting ships into bottles is the best hobby of the world! "

Obrigado pelas vossas visitas e cooperação! Fiquem com uma obra do artista brasileiro, autodidacta, Marcos Andruchak, que podem conhecer melhor em:

http://www.andruchak.com.br/

e em:

http://www.andruchak.com.br/estilo3/index.htm

sábado, 4 de setembro de 2010

O "Mar" de Peniche


Tenho na minha colecção uma peça muito interessante comprada, há mais de 15 anos, na cidade piscatória de Peniche. Trata-se de uma traineira de pesca a motor, daquelas que já vão sendo raras devido às normas de política piscatória da Comunidade Económica Europeia.



Naufrágio da traineira "Mestre Comboio" (http://pinturasempeniche.blogspot.com/search?q=mestre+comboio)



Traineira "Vinte e Cinco de Abril"

















Quando a comprei havia mais peças, todas do mesmo autor - F. S. Liz (?)- com o mesmo tipo de traineira, mas com cores diferentes.


A realização de "Mares" com embarcações que não sejam à vela não é tão comum e esse é o primeiro aspecto muito interessante deste "Mar" de Peniche. É ainda menos comum ver-se à venda peças que dêem bastante trabalho a realizar e esse é o caso desta, pois toda a cabine é montada no interior da garrafa, feita do aproveitamento de latas (de conserva?).



 



















Para quem quiser construir um modelo à escala aqui vos deixo os planos da traineira de Peniche (podem clicar em cima da imagem para a ver em maiores dimensões):