Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2010

O "Mar" do "Pen Duick I"

Imagem
Este é um dos veleiros que está programado para os meus "Mares"!

O "Mar" de Yinka Shonibare foi inaugurado!

Imagem
O "Mar de Garrafa" do artista anglo-nigeriano Yinka Shonibare foi inaugurado a 24 de Maio deste ano em Trafalgar Square, Londres, Inglaterra. O "Mar" de Yinka representa o navio de Nelson, o HMS Victory (foto anterior), numa garrafa, feita em acrílico por especialistas em aquários de Roma. Com 4.7 m de comprimento e 2,8 m de diâmetro, este "Mar" -provavelmente o primeiro erguido a categoria de monumento nacional- reflecte  o simbolismo histórico de Trafalgar Square e interliga-o com a actual multiculturalismo londrino, pois as 37 velas do navio de Nelson são feitas de tecidos estampados com padrões africanos. É pena que o gurupés não esteja voltado para a base da garrafa, pois seria a forma de assinalar outra referência cultural, a asiática ! Em baixo pode ver-se como se utilizou o método de Alain Trégou da ABB (na primeira fotografia que se segue) para construir o "Mar" que agora é de Trafalgar Square :-)))!  

Os "Mares" da "Association Bateaux en Bouteilles"

Imagem
A ABB , "Association Bateaux en Bouteilles", foi fundada em Marselha em 1977 e é a associação francesa de miniaturistas de barcos em garrafas. O boletim "Rose des Vents" é o elo principal entre os seus sócios e tem permitido grande troca das suas experiências. Eu pertenço a esta associação desde 1993 e tem sido uma experiência muito enriquecedora. Por cortesia de Gérard Breillat, Presidente da ABB,  podem ver fotografias mostrando um modelo de cada miniaturista com obra exposta. Em " Le secret dévoilé " (o segredo revelado) podem aprender  o método dos " Cap-Horniers " ensinado por Bernard Gallet e Christian Lelandais. Alain Trégou 2009 Bernard Dulou 1987 Ch. Montouroy 1985 Christian Lelandais 2006 Gérard Aubry - Rabelo du Douro Gérard Breillat 2008 Gérard Turbé, 1992 Jean-Claude Delamarre   Jean-Louis Harel 2000 - Blue Nose Jean-Louis Molle 2009 Michel Aussenard 2008 Paul Chaud 1986

Os "Mares" do Sérgio

Imagem
Sérgio Nunes é um amigo brasileiro que partilha esta nossa paixão. O Sérgio tem um blogue chamado "O Veleiro na Garrafa" e recomendo-o a todos os que quiserem aprender a fazer veleiros no interior de garrafas. Clique na imagem para estabelecer contacto com o seu blogue.

Os "Mares" das caravelas

Imagem
Caravela St.ª Cruz da Aporvela Ao contrário da caravela simples, na imagem anterior, a caravela redonda (finais do Séc. XV e meados do Séc. XVI) é chamada assim por ter uma vela rectangular -chamada de redonda- a par das velas latinas . Nunca realizei qualquer miniatura de uma caravela, mas o meu amigo Nuno Miranda (na fotografia) já o fez, tendo resultado a bonita peça que se pode ver nas fotografias que se seguem. É um modelo à escala, com o casco oco. Cortesia de Pedro Martins ©

O "Mar" da Política: a Garrafa Liberal de Ílhavo

Imagem
No Museu Marítimo de Ílhavo existe uma das mais belas peças que já vi e tenho pena que não esteja exposta ao público. Trata-se de uma garrafa alusiva ao processo revolucionário liberal português do Séc. XIX   e, em lugar de um veleiro, contém uma dobadoira onde se produz o fio branco, doirado e azul da bandeira constitucional. Além de figuras como tambores e bandeiras constitucionais surgem também canhões e, embora não se veja, penso que contém uma pena de escrita e um livro. A encimar esta dobadoira surge uma cruz. Esta garrafa não está datada, mas a invocação de canhões e tambores faz supor que tem a ver com a guerra civil entre Liberais e Absolutistas que decorreu entre 1828 e 1834. A elegância e apuro de pormenor desta peça coloca -nos em consideração ter sido produzida por alguém de um elevado estatuto social, à semelhança das garrafas de Giovanni Biondo . Peças como esta, albergando motivos diferentes de embarcações, aproximam-se das chamadas "Garrafas Mistério" o

Gargalo e gurupés!

Imagem
Os dois registos publicitários que se seguem servem muito bem para chamar a vossa atenção para a similitude entre o desenho de uma garrafa e o do casco de uma embarcação . No registo anterior o gurupés do veleiro está virado para o gargalo, devido à sua semelhança. Neste outro já sucede o contrário, o gurupés está orientado para a base da garrafa. O primeiro tipo de abordagem dos registos publicitários é o mais frequente entre os miniaturistas de "Mares" de garrafas no Ocidente. Na fotografia anterior pode verificar-se que em todos os veleiros da colecção de Pablo Neruda os seus gurupés estão orientados para o gargalo, dando ideia de uma simbiose perfeita entre a embarcação e a garrafa que o contém. Contudo, nos "Mares" de garrafas também existem exemplos da tendência do segundo registo publicitário. Nas fotografias anteriores, com modelos de Juzo Okada , podemos ver que as embarcações se encontram voltadas para a base da garrafa. Esta é uma caracterí

A "Coquette" da Madalena

Imagem
A construção da "Coquette" da minha neta, Madalena , continua atrasada mas já se pode ver alguma coisa: