Translator / Traducteur / Übersetzer / översättaren / переводчик / 翻訳者

O NOSSO PROPÓSITO

O Capitão Haddock da banda desenhada do Tintin é uma boa caricatura de como se atribui a relação entre o mar e as garrafas ao alcoolismo dos marinheiros. No entanto a relação que mais nos interessa é a de que os marinheiros tinham com as garrafas já vazias. Tal como com o álcool, a atenção requerida pela introdução de modelos de veleiros no interior de garrafas -pelos seus gargalos- fazia-os evadirem-se da sua dura realidade. Ao contrário das fantasias de Baco o resultado desta outra relação era uma fantasia perdurável com um significado quase bíblico, o do buraco da agulha e do camelo.

O Mar das Garrafas será um espaço de divulgação de uma arte que, mais do que uma evasão, constitui um meio de trabalhar a persistência. Aqui apresentarei trabalhos já realizados, outros a realizar, trabalhos de outros, os resultados da minha pesquisa contínua sobre a história e as mútiplas envolvências desta arte, especialmente a das embarcações tradicionais.

sábado, 4 de setembro de 2010

O "Mar" de Peniche


Tenho na minha colecção uma peça muito interessante comprada, há mais de 15 anos, na cidade piscatória de Peniche. Trata-se de uma traineira de pesca a motor, daquelas que já vão sendo raras devido às normas de política piscatória da Comunidade Económica Europeia.



Naufrágio da traineira "Mestre Comboio" (http://pinturasempeniche.blogspot.com/search?q=mestre+comboio)



Traineira "Vinte e Cinco de Abril"

















Quando a comprei havia mais peças, todas do mesmo autor - F. S. Liz (?)- com o mesmo tipo de traineira, mas com cores diferentes.


A realização de "Mares" com embarcações que não sejam à vela não é tão comum e esse é o primeiro aspecto muito interessante deste "Mar" de Peniche. É ainda menos comum ver-se à venda peças que dêem bastante trabalho a realizar e esse é o caso desta, pois toda a cabine é montada no interior da garrafa, feita do aproveitamento de latas (de conserva?).



 



















Para quem quiser construir um modelo à escala aqui vos deixo os planos da traineira de Peniche (podem clicar em cima da imagem para a ver em maiores dimensões):


2 comentários:

joaquim disse...

Caro Blogger:
Para dissipar a sua dúvida acerca do nome "F. S. Liz (?", posso afirmar-lhe com a convicção de quem conheceu o Autor, que o mesmo se chamava "Francisco Luz". Acerca do "S" não sei, mas aqui em Peniche toda a gente conhecia o Francisco da Luz. Conhecia e chamava... Faleceu,infelizmente...
Um abraço de Um Amigo de Peniche.
Joaquim

David Luna de Carvalho disse...

Caro joaquim,

Agradeço-lhe o seu esclarecimento. Além de ter adquirido uma peça de Francisaco Luz, sei que a associação de miniaturistas de barcos em garrafas alemã e italiana tem também peças dele. São peças muito originais porque serem traineiras.