Translator / Traducteur / Übersetzer / översättaren / переводчик / 翻訳者

O NOSSO PROPÓSITO

O Capitão Haddock da banda desenhada do Tintin é uma boa caricatura de como se atribui a relação entre o mar e as garrafas ao alcoolismo dos marinheiros. No entanto a relação que mais nos interessa é a de que os marinheiros tinham com as garrafas já vazias. Tal como com o álcool, a atenção requerida pela introdução de modelos de veleiros no interior de garrafas -pelos seus gargalos- fazia-os evadirem-se da sua dura realidade. Ao contrário das fantasias de Baco o resultado desta outra relação era uma fantasia perdurável com um significado quase bíblico, o do buraco da agulha e do camelo.

O Mar das Garrafas será um espaço de divulgação de uma arte que, mais do que uma evasão, constitui um meio de trabalhar a persistência. Aqui apresentarei trabalhos já realizados, outros a realizar, trabalhos de outros, os resultados da minha pesquisa contínua sobre a história e as mútiplas envolvências desta arte, especialmente a das embarcações tradicionais.

sábado, 11 de dezembro de 2010

Bom natal / Joyeux Noel / Merry Christmas

...

Desejo a todos um bom natal e boas festas!

Je souhaite à tous un bon Noël!

denok nahi dut ona Gabonetako bat!


Ik wens iedereen een goede kerst! 
 
Les deseo a todos una Feliz Navidad y felices fiestas!

Toivotan kaikille hyvää joulua!





I wish everyone a good Christmas!

Ich wünsche allen ein gutes Weihnachtsgeschäft!

Kívánom mindenkinek, jó karácsony!

私は皆に良いクリスマスを!

Jeg ønsker alle en god jul!

Я желаю всем хорошего Рождества!

Jag önskar alla en god jul!


...

2 comentários:

Sergio Nunes disse...

David

Que você também tenha um feliz Natal na companhia de sua família e que no ano vindouro continue navegando e trazendo novidade para este Mar de Garrafas.

Um abraço.

Sergio Nunes

Luís Sérgio disse...

Caro David !
boas festas , também para ti e para os teus. Que a fantasia desta época se torne realidade. Muita sáude, muitas prendas ... mas , sobretudo, para a tua neta. E, já agora que o barco dos sonhos não nos abandone.
Grande abraço,
Luís Sérgio